Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

luís soares

Blog do escritor Luís Soares

The Dirk Diggler Story

Paul Thomas Anderson é um dos meus realizadores favoritos. Reconheço as qualidades e defeitos da sua obra, alguma irregularidade, as longas pausas entre projectos, mas tudo são demonstrações da intensidade que coloca em cada um, digna de um verdadeiro "autor", um "artista", se quiserem, alguém com uma visão e uma pulsão muito pessoais que consegue levar os seus projectos a bom porto na selva de Hollywood.

Esta reportagem biográfica da Esquire revelou um pouco mais do passado do realizador, da sua pulsão para fazer imagens, da sua luta para consegui-lo, desde muito cedo. E cinema não é como escrever, exige mais. E na altura, não havia meios digitais e YouTube e custos dramática e democraticamente mais baixos. Lutar queria mesmo dizer lutar.

Ao ler e investigar um pouco, descobri a curta metragem que está aqui ao lado, uma espécie de primeiro rascunho para o que viria a ser o delicioso "Boogie Nights", que o lançou definitivamente para a ribalta. O tema é o mesmo (a indústria porno no seu San Fernando Valley natal) e a personagem principal a mesma, um actor porno com uma vantagem natural... muito grande. A isso some-se muitos dos elementos da história final, já presentes. Uma delícia.