Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

luís soares

Blog do escritor Luís Soares

Paradox Of Praxis

O segundo passo de “Não te faltará a distância”, uma exposição em quatro passos na Igreja de São Cristóvão (Mouraria), traz de 17 de Março a 2 de Abril a obra e a mensagem política e poética de Francis Alÿs, artista belga radicado no México. Dois vídeos onde se questionam a vida e a arte através do registo de tarefas aparentemente inúteis.

Francis Alÿs (Antuérpia, 1959) é o artista escolhido para este segundo passo de “Não te faltará a distância”, uma exposição comissariada por Paulo Pires do Vale. Em relação com a hagiografia de São Cristóvão, patrono dos viajantes, são apresentados dois vídeos onde o caminhar, o peso e a intenção que transportamos nesse ato estão presentes. Separados por 16 anos “Paradox of praxis 1” (1997) e “Paradox of praxis 5” (2013), integram uma série na qual Alÿs regista tarefas aparentemente inúteis, num questionar da vida e da arte que é simultaneamente político e poético.

Corpos estranhos ao espaço envolvente, os filmes de Francis Alÿs estabelecem com ele uma relação que propicia diferentes leituras. Estas leituras conduzem a uma descoberta permitida, desde logo, pela sugestão de um percurso, de uma viagem no interior da Igreja.

No texto do comissário Paulo Pires do Vale, “a personagem nómada de Francis Alÿs surge como um perpétuo peregrino, autor de gestos sem sentido aparente ou sem objetivo utilitário. Como em muitas das suas obras, o caminhar, o peso que transportamos, a inutilidade de algumas das nossas ações e a intenção dos nossos atos estão presentes nos dois vídeos propostos pelo artista para este projeto: Paradox of praxis 1 e Paradox of praxis 5.”

A exposição integra o projeto do Orçamento Participativo de Lisboa “Arte por São Cristóvão” (www.arteporsaocristovao.org) que tem por objetivo promover a Igreja de São Cristóvão na Mouraria e o seu património tendo em vista a angariação de apoios para o seu restauro. É desenvolvido pela Câmara Municipal de Lisboa e pela Paróquia de São Cristóvão e São Lourenço em parceria com entidades públicas e privadas, assim como associações e projetos locais.

 

Fonte: CML