Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

luís soares

Blog do escritor Luís Soares

Amália Hoje.

Sim, eles têm currículo e sabem o que fazem, isso não está em causa. São o Praça, o Ribeiro, o Gonçalves e a Tavares (aqui ao lado). Cada um no seu canto já fizeram música interessante, para quem gosta.

E sim, o fado não deve ser uma coisa imutável, tratada com reverência, escondida num armário. Aliás, fazendo o fado parte do Great Portuguese Songbook, gostava de ver mais versões jazzísticas de alguns dos fados que mais habitam a nossa memória colectiva. E no fado, mesmo, há coisas novas e interessantes a ser inventadas por toda uma nova geração.

Dou de barato que isto não é fado, é só um bom (?) aproveitamento pop da figura da Amália e de uma das melodias que imortalizou. Não consigo, contudo, deixar de sentir uma certa comichão ao ver e ouvir esta versão da "Gaivota", transformada em "Don't Cry For Me Argentina", com direito a Evita Tavares e tudo. Era mesmo preciso ter os tambores a rufar?

3 comentários

Comentar post