Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

luís soares

Blog do escritor Luís Soares

A Feira de Lisboa.

Não me lembro de alguma vez ter estado na Feira do Livro no dia de abertura, mas hoje fui. A Feira é uma festa, um prazer e uma tortura: tantos livros e tão pouco tempo, para já não falar do dinheiro. Pareceu-me ainda assim que havia boas oportunidades. Alguns exemplos: Philip K. Dicks da colecção Argonauta a euro e meio, clássicos da Penguin em abundância, descontos a rondar os 50% em muitas bancas, coisas desse tipo. Contive-me e saí de lá com apenas dois livros, "Giovanni's Room" do James Baldwin e o "Pedro Páramo" do Juan Rulfo.

Gostei das novas barraquinhas, que me parecem uma boa evolução das anteriores, em particular na modalidade duas-ou-três-juntas. Gostei da Praça Leya que, depois de ter estranhado o ano passado, se me entranhou melhor este ano. Por lá vi o "Regresso a Barcelona" mas também "Os Adultos" e o "Em Silêncio, Amor". Além do maternal "A Revolta das Frases". Vá, tudo a comprar.

Conto voltar com mais calma.