Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

luís soares

Blog do escritor Luís Soares

Stieg Larsson - A Triologia Millennium.

Na página 542 da edição paperback inglesa da triologia Millennium (em inglês, "The Girl With the Dragon Tattoo", em português, "Os Homens que Odeiam as Mulheres), diz-se a certa altura a propósito de um livro:

 

It was uneven styllstically, and in places the writing was actually rather poor - there had been no time for any fine-tuning - but the book was animated by a fury that not reader could help but notice.

 

Não consigo deixar de pensar que o falecido Stieg Larsson quando escreveu estas palavras, perto do final da história, pudesse também estar a emitir uma opinião sobre a sua própria escrita, um turbilhão que agarra o leitor sem grande piedade.

É verdade que autores como Dan Brown e calculo que alguns copycats sabem agarrar leitores no ritmo da história e no desenrolar da intriga, escolhendo temas de apelo universal mas essencialmente desligados da realidade de todos os dias, teorias da conspiração, disputas religiosas milenares e outros ajustes irreais a uma determinada visão do mundo.

Stieg Larsson prefere temas como o abuso de poder, na família, nas empresas, no mundo da alta finança, prefere heróis imperfeitos colocados perante escolhas absolutamente pessoais e de moralidade nem sempre clara.

Obrigado ao Marcelo Teixeira que me chamou a atenção para o fenómeno que eu distraidamente estava a deixar passar ao lado.

Só mais duas notas.

Li a edição inglesa por ter visto que a portuguesa tinha sido traduzida do inglês? Algum motivo para isto? Ninguém traduz do sueco? Note-se que a tradução correcta do título original é a portuguesa.

Está já pronto um filme baseado neste primeiro volume, feito na Suécia mas que não me espantava que viesse a ter remake americano. Fica aqui abaixo o trailer (tem bom aspecto) na língua original que é por causa dos spoilers. E agora vou já de seguida pegar no segundo volume, "The Girl Who Played With Fire".

 

1 comentário

Comentar post