Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

luís soares

Blog do escritor Luís Soares

Melancolia no banco de trás.

Quando viajo em auto-estrada no banco de trás de um qualquer carro, é noite e olho a paisagem. Nessas alturas sinto-me como no estrangeiro, num táxi que vem do aeroporto a caminho de uma cidade. Olho para as coisas com o mesmo olhar de estranheza e curiosidade, os postes de iluminação, os telefones de SOS, grandes edifícios iluminados e aterros cobertos de ervas daninhas.

Vejo os outros carros e a luz, no rosnar manso do motor e espero sempre mergulhar num túnel, sair do outro lado e descobrir avenidas súbitas, prédios elegantes ladeados de árvores cujo nome desconheço em vez de paralelipípedos com janelas, amontoados em formigueiros do tamanho do Cacém.