Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

luís soares

Blog do escritor Luís Soares

O telefonema.

Toca o telefone na Lapa.

M - Estou?

Z - Manela?

M - Olá Zézito, está bom?

Z - Sempre! Olha, estava a ligar-te para te dizer que pedi ao espanhol para despedir a Manela dos lábios.

M - A sério? Mas isso é uma excelente notícia!

Z - Sim, sim, eu sabia que ias gostar. Podes chatear-me um bocadinho mais com a história da asfixia e tal... Mas olha que daqui a três semanas já ninguém se lembra.

M - Eu limpo-te o sebo na mesma!

Z - Limpas, limpas...

M - E dá-me imenso jeito que essa tipa não esteja lá quando eu fôr primeira... É uma daquelas chatas... Mas tu... não te vais lixar com isso?

Z - Eu não. Eu faço-me de vítima. Vítima de toda a gente, dela, desta coisa de a despedirem, dos bloggers, dos jornais, dos espanhóis.

M - Os espanhóis! Eh pá, isso se calhar também me dá jeito, culpar os espanhóis.

Z - O Paulinho não é melhor nisso?

M - É capaz, é capaz...

Toca outro telefone.

Z - Estou?

MMG - Senhor primeiro...

Z - Manela?

M - Diga.

Z - Não é você. Está a ligar-me a dos lábios. Vou pôr em "conference".

M - Você e a tecnologia...

MMG - Senhor primeiro, queria agradecer-lhe por me ter despedido.

Z e M - Agradecer???

MMG - Claro. Acho que fico óptima no papel de mártir da liberdade da informação. E aqui para nós, já não tinha pachorra para aquilo. Só a quantidade de perdigotos com que o Marinho Pinto me bombardeou...

Z - Está bem...

MMG - Mas olhe que acho que vai sair mais gente... Ainda aumenta os números do desemprego...

Z - Oh diabo, não tinha pensado nisso!

M - Ahahahaha!

MMG - Vou relançar a minha carreira musical! Vai ser o máximo! Fooooooram cardos foram prosaaaaaas!

Todos desligam.