Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

luís soares

Blog do escritor Luís Soares

Dash Snow e Maira Kalman.

Para abrir a semana em tons diametralmente opostos, mas ambos em torno de uma cidade icónica, Nova Iorque, trago-vos Dash Snow e Maira Kalman.

Dash Snow, morto de overdose a poucos dias de fazer 28 anos, experimentava entre a vida e a arte nos limites de uma existência marginal. É duvidoso que muita gente achasse sequer o que ele fazia arte, mas eu acho, até por continuar a acreditar que a arte está hoje, nas fronteiras da coragem e da provocação sobre a força tremenda da gravidade conservadora que nos rodeia. Para ler com atenção, este perfil no Guardian.

Maira Kalman é uma artista plástica, que num tom quase naif, quase folk, vai investigando o que é essa América que busca uma certa felicidade sem dogmas. O seu trabalho é mais suave e fácil de consumir do que o de Snow, mas nem por isso menos interessante na composição do retrato de um país visto de uma cidade. O seu blog no New York Times chama-se apropriadamente "And The Pursuit of Happiness" e publica na última sexta de cada mês uma nova exploração.