Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

luís soares

Blog do escritor Luís Soares

Agricultura da Memória


Ali havia uma oliveira, naquele quintal

Em frente jogávamos à bola, lá ia ela de vez em quando

A bola perdida no quintal, o jogo parado.

Trepava a oliveira, tínhamos medo do velhote.

O velho do quintal, a bola, a oliveira.

Não, era uma figueira, dizes tu.

Era uma figueira? Era uma figueira.

A memória planta oliveiras onde havia figueiras.

Com que facilidade

A memória é uma grande empresa agrícola.