Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

luís soares

Blog do escritor Luís Soares

Micro História - O Suicida

Considerou durante várias semanas a hipótese de se suicidar. Tinha perdido o emprego, a namorada, as chaves do carro e outras coisas que se perdem. Tinha ainda as chaves de casa do seu apartamento no quinto andar.

O primeiro medo que o assolava era o de saltar da janela e não morrer, ficar entrevado e dependente da pena de outros para o resto da vida. Na sua ideia de pessoa decidida, tão decidida que escolheria o momento da sua morte, essa dependência assustava-o deveras.

Depois punha-se a imaginar a reacção das pessoas à sua morte, o espanto e a comoção. Dos colegas de trabalho, da ex-namorada, das chaves do carro, de quase todos lhe agradava o sofrimento. Havia apenas um problema, os pais. Não suportava a ideia de que os pais sofressem com o seu suicídio inexplicável.

Decidiu assim tornar-se antes num assassino psicopata e matar os pais antes de suicidar-se, para que estes não sofressem.

2 comentários

Comentar post