Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

luís soares

Blog do escritor Luís Soares

Peço desculpa, mas não podia discordar mais.

Para mim o que distingue a arte da não-arte é ainda a intenção. E a intenção está no artista, na obra e em quem a vê. Dizer que o único sítio onde está é na obra, mesmo que a intenção do criador seja mecanizada e por isso nula, é, no mínimo dos mínimos redutor.

Podemos dizer que a obra é o robot. Aí sim, há intenção. E que aquilo que o robot produz faz, por extensão, parte da obra. Dizer que "é o robot que decide" é só uma proposição fraudulenta.

Isto tudo até porque é só a intenção que separa a arte da "longa cauda" 2.0 que é hoje a Web.

1 comentário

Comentar post