Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

luís soares

Blog do escritor Luís Soares

10:04

Mesmo no final do ano passado, li um dos meus livros favoritos do ano, '10:04', de Ben Lerner. Tão favorito que uma das poucas mensagens de ano novo que enviei estava ligado ao nome do livro. 10:04 PM é a hora em que um raio atinge a torre do relógio, no filme 'Regresso ao Futuro', momento essencial para permitir a Marty McFly... regressar ao futuro. Já agora, a mensagem era "Que um raio de 1,2 gigawatts alimente o vosso flux capacitor às 10:04 do dia que vos der mais jeito. E bom futuro!"

Nunca me apetece falar muito sobre livros, só de vez em quando, e nem sei se o livro vai ser traduzido. O anterior, 'Leaving the Atocha Station' não foi, que eu saiba. Note-se que por alturas da passagem de ano, andei pela estação de Atocha. Isto anda tudo ligado. Seja como for, gosto da maneira como o texto cruza ficção e autobiografia, histórias dentro da história, narradores narrando outros narradores, Nova Iorque e a nossa difícil relação com o tempo.

Quando escolhi comprá-lo e lê-lo, contudo, não foi por nada disto mas, em primeiro lugar, pela magnífica capa. Tenho, por vez, o mau (?) hábito de julgar um livro pela capa. Mas sim, leio a sinopse antes. Esta capa em particular está assente sobre uma fotografia aérea de Iwan Baan, invertida da esquerda para a direita, de Nova Iorque por alturas do furacão Sandy, quando parte da baixa estava submersa em escuridão. É esta abaixo.

Andava para fazer este post há algum tempo mas decidi-me hoje porque vi entretanto um outro conjunto de fotografias que anda a circular, as que Vincent Laforet fez por cima da mesma cidade a 7.500 pés de altitude. Podem vê-las todas aqui, assim como um pequeno vídeo sobre a sua produção. São, de facto, extraordinárias, no seu horizonte de escuridão, cortado pela luz da tecnologia e da humanidade. E a ideia original de as fazer surgiu de um olhar sobre essa rede como se fossem sinapses a disparar no cérebro. Uma espécie de ciberespaço.

Alguns exemplos abaixo.