Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

luís soares

Blog do escritor Luís Soares

O tempo das viagens.

Logo no princípio da primeira parte (Millennium Approaches) da peça "Angels in America" de Tony Kushner, o rabi Chemelwitz (uma brilhante Meryl Streep na versão televisiva da HBO) tem uma frase que fica connosco durante todo o tempo da ação e ainda depois. É proferida no funeral de uma mulher judia, uma imigrande do princípio do século XX: "You can never make that crossing she made, for such Great Voyages in this world do not any more exist. But every day of your lives the miles of that voyage between that place and this one you cross. Every day. You understand me? In you that journey is."

Muito ensaio já se terá escrito sobre o aumento da velocidade exterior e a interiorização da viagem ao longo do século XX, mas o tema voltou ao meu pensamento pela leitura do mais recente romance de Michael Ondaatje, "The Cat's Table", ele próprio uma viagem (ou várias): a transatlântica so Sri Lanka até Londres, a da jovem personagem principal, também da sua vida, do seu crescimento, das suas emoções. Vale a pena.

Entretanto descobri na net o mapa abaixo, um mapa das rotas usadas pela American Express no tempo dos transatlânticos, cerca de 1900. Cada rota é um sonho, uma hipótese de uma ou muitas histórias. E sim, também pensei no Titanic.