Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

luís soares

Blog do escritor Luís Soares

Fernando Costa - Auto

Sou-me num ser impossível
Como se fosse outro alguém
Talvez por saber com certeza
Que ser eu é só isto
Sem antes, depois, entretanto
Sem espanto e sem querer
Talvez se me soubesse antes de ser
Não seria
Mas sou e vou
Por ir
Subo sempre de olhos na descida
Em frente sem perder a cauda do olhar
Falo da forma correta
Como quem não sabe o que diz
Porque eu só sou, e sou só
Isto,
Eu