Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

luís soares

Blog do escritor Luís Soares

Fernando Costa - Rascunho #7 ( "d'Homem")

É quase perto
Uma visão caleidoscópica

 

Somos que nem simulacro de chuva
Num mar já farto de gente
Temos pressa de presa,
Pernas de cadeira a quebrar,
Temos rugido de leão faminto
E unhas demasiado roídas para caçar

 

Rasgamos invólucros
Com a urgência de quem quer ver mais dentro
Amordaçamos o tempo
E guardámo-lo em restos na garganta
Fazemos do hábito a satisfação
E espalhamos ao vento o valor da intenção

 

Não sei se é mais de Homem
Pintar-me o corpo em cores de diferentes
Ou rever-me a cara na tua

 

Não sei se é mais de Homem
Lamber-te o chão, que me ofereceste como cama
Ou embrulhar-me num pedaço de rua