Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

luís soares

Blog do escritor Luís Soares

Carioca, Negro & Queer

a4888925-f130-4234-b3dc-20f5a7d377a3_rw_1200.jpg

751d41bb-86a1-47be-ae5e-9b173e2c2f60_rw_1200.jpg

6e257400-745b-43dc-82e8-21de25dd9f0f_rw_1200.jpg

55c60b9e-27db-4e9d-bf8a-f5f1307dbd60_rw_1200.jpg

81b932c8-1c4a-4bb3-a424-b4aec7df815c_rw_1200.jpg

c44e7a2d-b7c8-4003-8193-e8ed8ce2cbf5_rw_1200.jpg

43bbdbd3-e1d5-487f-a622-ee172915d636_rw_1200.jpg

7ad99b0a-825e-4899-b7af-74f882634101_rw_1200.jpg

170a90f7-82af-45d0-8531-1e95ba0a589e_rw_1200.jpg

4bff9689-1a74-4f66-8b79-75b5d1a1241f_rw_1200.jpg

724ead9b-ebf4-4709-8dc1-bca2ed330623_rw_1200.jpg

122516c3-47ca-4aa6-8e5a-8fce59e48d37_rw_1200.jpg

7ba96962-163c-4daa-885a-da4964354381_rw_1920.jpg

Rodrigo Oliveira - Carioca, Negro & Queer

A discriminação atinge de diversas formas as pessoas documentadas; o racismo por serem negros, a LGBT+fobia e a marginalização por terem nascidos na periferia.

A política da atual presidência Brasileira não favorece o fim do preconceito e problemas sociais vividos pela comunidade, pelo contrário, só fomenta. Esse é um momento crucial pra essa comunidade encontrar força na coletividade e para estar ciente que existem lugares onde suas vozes são ouvidas e suas identidades aceitas.

'Carioca, Negro & Queer' visa ilustrar através de fotografias e relatos pessoais, as vidas e experiências da população LGBTQIA+ negra proveniente e/ou residente de favelas e comunidades da região metropolitana do Rio de Janeiro. O projeto desafia uma conduta heteronormativa focando principalmente na desconstrução do conceito de gênero, tendo como partida a celebração de nossas identidades no modo em que nos vestimos, no estilo de vida que escolhemos e na nossa expressão artística.

Gilberto Gil | Concerto de Cordas & Máquinas de Ritmo

Gravado no Teatro Municipal no Rio de Janeiro em maio de 2012, o projeto “Concerto de Cordas e Máquinas de Ritmo”, de Gilberto Gil, reune Gil e a banda formada por Jaques Morelenbaum (violoncelo), Bem Gil (violão), Nicolá Krassik (violino) e Gustavo Didalva (percussão), partindo do conceito rítmico de máquinas eletrônicas, do encontro entre o moderno e o antigo, entre o pop e o regional, marcas do trabalho de Gilberto Gil. Nesta gravação o quinteto foi acompanhado pela Orquestra Petrobrás Sinfônica, dentro da série MPB & JAZZ da Orquestra. Ouça o EP "Concerto de Cordas e Máquinas de Ritmo - Extra" na sua plataforma digital favorita: https://orcd.co/concertodecordasemaqu...

Existe Amor

MILTON NASCIMENTO e CRIOLO

Vivemos um período sem precedentes e ficar em casa é tarefa de todos. No entanto, mais de 40 milhões de brasileiros não têm casa ou vivem em condições de vulnerabilidade social. Dois ícones de diferentes gerações se uniram para mostrar que o amor precisa existir.

Da sensibilidade de Milton Nascimento e Criolo nasce Existe Amor, um movimento que usa a arte como ferramenta de transformação para convidar todos, pessoas físicas e jurídicas, a espalharem o amor através de uma campanha com fundo solidário para a população em situação de vulnerabilidade social durante a pandemia do COVID-19.

Milton Nascimento e Criolo feat. Amaro Freitas - Não Existe Amor em SP

Milton Nascimento e Criolo feat. Amaro Freitas - Cais

O After do Fim do Mundo

O mundo acabou
Não foi explosão
Foi bem aos poucos, ninguém percebeu
E o que sobrou
É a prorrogação
De um jogo que a gente já perdeu

Bem vindos ao after do after do after do fim do mundo
Bem vindos ao after do after do after
Bem vindos ao after do after do after do fim do mundo
Bem vindos ao after do after do after

Eu sou a xepa
Você é a xepa
Eu sou a xepa
Você é a xepa
Eu sou a xepa
Você é a xepa

Seu rosto
Seu resto
Seu rastro
Seu gosto
Seu gesto
Seu gasto
Entre tratos e retratos
Me desfaço em pedaços
Disfarçando os fatos
Protegendo fetos
E tirando fotos fúteis
Fotos futeis
Fotos fúteis
Fúteis
Em festas como estas

Olha em volta
Curte o fim
Aproveita enquanto acaba
(se é que não acabou)

Olha em volta
Curte o fim
Aproveita
Que estamos fritos
Estamos fritos
Estamos

Eu sou a xepa
Você é a xepa
Eu sou a xepa
Você é a xepa
Aqui é a xepa
Virou a xepa

Bem vindos ao after do after do after do fim do mundo
Bem vindos ao after do after do after
Bem vindos ao after do after do after do fim do mundo
Bem vindos ao after do after do after

O AFTER DO FIM DO MUNDO
Clarice Falcão feat Linn Da Quebrada

PRODUÇÃO MUSICAL
Lucas de Paiva

DIREÇÃO
Pablo Monaquezi e Filipe Oliveira

PRODUÇÃO CRIATIVA
Diego Del Rio

PRODUÇÃO VISUAL 3D
Studio Infinity - Lena Novello
Artista - Salomé Chartriot

EDIÇÃO
Pablo Monaquezi

Rivane Neuenschwander

Carioca (1).jpg

Carioca (2).jpg

Carioca (3).jpg

Carioca (4).jpg

Carioca (5).jpg

Carioca (6).jpg

Carioca (7).jpg

Rivane Neuenschwander - Zé Carioca no. 4, A Volta de Zé Carioca (1960). Edição Histórica, Ed. Abril, 2004

 

Neuenschwander tackles the politics of Walt Disney by dismantling a historic edition of the popular Brazilian comic book Zé Carioca, created in 1941 when the animator visited South America to support American relations with the region during World War II. The main character, Zé Carioca, a soccer–playing green parrot whose name loosely translates as "Joe from Rio," is a stand–in for the Brazilian everyman. Having grown up with cartoons, Neuenschwander recalls that Zé Carioca acted in stories with nationalistic overtones. "His character was based on a stereotypical cliché of the Brazilian," she says, "or more precisely, the Carioca(someone born in Rio de Janeiro): street–smart, lazy, a lover of soccer and samba, a flirt and a swindler. The cliché of the cliché, he ended up helping to crystallize the national image of the malandro (rascal)." She confronts the implicit political and racial undertones by overpainting the figures in bright monochrome colors and whiting out the text. By turning each page into an abstraction the artist offers viewers a clean slate to imagine their own stories and dialogues.

Cordel do Fogo Encantado

Cordel do Fogo Encantado interpreta a música Pra Cima Deles Passarinho ou Semente Brilhante (Lira, Clayton Barros, Emerson Calado, Nêgo Henrique, Rafael Almeida) no Cultura Livre.

 

Cordel do Fogo Encantado interpreta a música Liberdade, A Filha do Vento (Lira) no Cultura Livre.