Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

luís soares

Blog do escritor Luís Soares

Blue Rondo à la Turk

Aos domingos à meia-noite, Filipe Melo convida alguém extraordinário para uma conversa, com muita música pelo meio. Para concluir, um mini concerto de duas músicas, uma escolhida pelo anfitrião, outra pelo convidado. Este episódio tem como convidado Alexandre Frazão, baterista brasileiro conhecido pelas suas colaborações com Mário Laginha, Bernardo Sassetti, Resistência, Trio TGB, Tim Tim por Tim Tum ou Led On, de tributo aos Led Zeppelin Com Alexandre Frazão, Filipe Melo fez uma versão de "Blue Rondo à la Turk", original de The Dave Brubeck Quartet.

Happy Birthday, Mr. Bass.

Havia tantas coisas boas para dizer sobre o Google Doodle de hoje. Celebra os 93 anos do nascimento de Saul Bass (falecido a 25 de abril de 1996), designer extraordinário, autor de logotipos, cartazes e, mais que tudo, genéricos magistrais para grandes filmes, alguns deles entre os meus favoritos de sempre. Só assim dois ou três... The Seven Year Itch, Vertigo, North By Northwest, West Side Story, Goodfellas. Em tempos em que (quase) tudo é citação e remix, o trabalho de Bass é fácil de encontrar e re-encontrar em cada esquina da Web.

Sobre a arte do genérico vale sempre a pena aconselhar o excelente Art of the Title Sequence que tem, obviamente, uma secção Saul Bass. A música do vídeo abaixo é ainda por cima do grande Dave Brubeck, "Unsquare Dance".

R.I.P. Dave Brubeck

Eu estava a adivinhar. Acordei com Jazz na cabeça e nos ouvidos. Passei o dia a cantarolar, menear a cabeça, swingar, bebopar. Chego a casa e leio que morreu Dave Brubeck, pianista brilhante, absolutamente cool, capaz de emprestar ao improviso uma cerebralidade contagiante. Parece contraditório? Parece, mas não é. Tinha 91 anos e teve uma longa e ilustre carreira. Obrigado, Dave. Abaixo, Take Five e Blue Rondo A La Turke um favorito pessoal, La Paloma Azul (perdoem-me o ocasional mau gosto do vídeo, não é meu).