Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

luís soares

Blog do escritor Luís Soares

Jan Esmann

Não chego a perceber se o hiperrealismo na pintura me fascina ou aborrece, sobretudo quando ele próprio não introduz, na representação, nenhum elemento de interrogação, choque ou diferença. Há, é claro, qualquer coisa de estranho em pintar como se fotografa. Há também a pintura por cima da fotografia ou a distorção da fotografia por intervenção de outros materiais. Vi alguns bons exemplos na exposição de Gerhard Richter. Há por fim, em tudo isto talvez uma (quase) ironia.

As caras abaixo são obra do dinamarquês Jan Esmann e merecem pelo menos, o instante de um olhar. Pequeno êxtases (de prazer? de dor?) hiperrealistas em grande plano?