Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

luís soares

Blog do escritor Luís Soares

Pesadelo da História

Hoje há um novo disco da Lula Pena, "Archivo Pittoresco" e uma versão disto aparece lá com o título "Pesadelo da História". Já tinha publicado o vídeo aqui em Agosto mas parece-me mais que apropriado para o momento presente e ela continua a suspirar-nos ao ouvido e a dançar com a guitarra ao mesmo tempo.

Já agora, fica aqui o poema completo de Ronald Augusto que dá nome e letra a esta canção, Pesadelo da História.

para o mundo não pisar às avessas
o negro que sou inclusive em alma
a custo forçaram a ver navios

apartando-o da selvagem terra
dos inimigos e dos seus de palma
não há como não tosar-lhe o pavio
daí para que tento e estética
troque ele como quem troca casaca
será nada e bom ao senhorio

mau negócio senhor via diversa
(na regra novos fatos) fui com calma
até onde marra bem alto o rio
tornei com dentes mais alvos de serra
talo de arruda na orelha macaca
agora a goela do teu sonho trincho

envoi
 
pois muitos dormem temendo o escuro
crucifixo ao colo quase absurdo
os que ainda acordam vivos dão graças
sentem-se pagados a flor da raça

 (In: Confissões Aplicadas, 2004) 

Feitiço

Feitiço/ Spell from Pedro Barateiro on Vimeo.

Video (16mm film transferred to DVD), 4:3, sound, 11’45’’
Voice: Lula Pena

The film is made from footage filmed outside and inside the Casa de Vidro (Glass House) in São Paulo (Brazil), built in 1951 by Lina Bo Bardi to be her home. There is footage of theatre scenarios made in the Museu do Teatro (Theatre Museum) in Lisbon and also footage made from photographs taken to one of the São Tomé e Príncipe amateur theatre tchiloli groups. The tchiloli groups, also called tragedies, are amateur theater groups of around 30 people. The crioule word tchiloli is synonym for theatre. The main themes for these plays are betrayal and equality in law. The text Barateiro has written for the film its read by singer/ songwriter Lula Pena.

© Pedro Barateiro 2013. All rights reserved.