Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

luís soares

Blog do escritor Luís Soares

Don't Forget About Me

Alice Boman - Don't Forget About Me

Directed & filmed by Julia Ringdahl

"Don't Forget About Me is about holding on to a fantasy. It’s happened to me a few times- I’ve been into someone, or the idea of someone, but I’ve known that it’s not gonna last or happen for various reasons. You know how it’s gonna go, but you still want to hold on to some kind of illusion, just a little bit longer. You stay in a dreamlike state, just to prolong the feeling. Dancing is a way for me to do that. To be in your body, in the feeling, in the moment."

Abóbora Laranja Chocolate

Diz a Gisela:

Uma das resoluções para este ano é, mostrar essas coisas.
Começo com músicas, não tem nada que ver com discos nem eps nem nada, são apenas coisas que faço e guardo, aviso já quem vier para aqui dizer “ ahhh música do novo álbum “ bla bla bla, vai corrido.
Aqui há uns meses, ia jantar a casa do @stratusfriend e do @nunoramos78 , estava a fazer uma experiência com uma receita de queques de abóbora e laranja onde juntei chocolate e estava à espera para os tirar do forno, fui para o computador, peguei numa letra que o @marcooliveiraoficial me tinha oferecido há uns tempos e comecei. Fiz tudo sozinha e é o que saiu naquela meia hora porque a Dina não parava de ligar a dizer que estava a chegar, para irmos embora 😂.
Tenho outra versão que posso partilhar depois, se quiserem 😂
Chamei-lhe “ abóbora laranja chocolate “
Pus no SoundCloud e pus link na bio, vão la ver que eu agora vou deitar malhas para uma casaqueiiilha que ando a fazer 😅😋🥰😘

Vinte Vinte

Branko, Ana Moura & Conan Osiris - Vinte Vinte
Stream & Download https://ffm.to/vintevinte

Song Credits:
Vocals by Ana Moura, Conan Osiris
Produced by Branko
Additional Production by PEDRO
Written by J.Barbosa, Ana Moura, Tiago Miranda, Pedro Mauricio
Mixed and Mastered by André Tavares at Atlantic Blue
Ana Moura appears by courtesy of Universal Music Portugal

Reconvexo

Eu sou a chuva que lança a areia do Saara
Sobre os automóveis de Roma
Eu sou a sereia que dança
A destemida Iara
Água e folha da Amazônia
Eu sou a sombra da voz da matriarca da Roma Negra
Você não me pega
Você nem chega a me ver
Meu som te cega, careta, quem é você?
Que não sentiu o suingue de Henri Salvador
Que não seguiu o Olodum balançando o Pelô
E que não riu com a risada de Andy Warhol
Que não, que não e nem disse que não

Eu sou um preto norte-americano forte
Com um brinco de ouro na orelha
Eu sou a flor da primeira música
A mais velha
A mais nova espada e seu corte
Sou o cheiro dos livros desesperados
Sou Gitá Gogóia
Seu olho me olha mas não me pode alcançar
Não tenho escolha, careta, vou descartar
Quem não rezou a novena de Dona Canô
Quem não seguiu o mendigo Joãozinho Beija-Flor
Quem não amou a elegância sutil de Bobô
Quem não é Recôncavo e nem pode ser reconvexo