Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

luís soares

Blog do escritor Luís Soares

Último dia.

Hoje é o último dia do ano. Um ano difícil, de mudança, de turbulência, de causas, consequências, escolhas e amizades. Neste como em todos os outros, a música, sempre. Em nenhum dia da minha vida deixo de ouvir música. Em nenhum dos meus livros deixa de haver música. Deixo-vos de novo com a Marta Hugon, com o "Story Teller" (que apropriado). Foi o motivo de alguns dos últimos posts deste ano. É o motivo por que o próximo ano começa com música. Boas entradas.

 

O novo CD da Marta Hugon...

... chama-se "Story Teller" e é do caraças. O Sassetti diz que é maravilhoso e eu só posso concordar.

O Brad Mehldau foi quem eu primeiro ouvi a fazer versões jazz de novos standards (Radiohead, Nick Drake, etc.). Lembro-me de estar sentado na ponta da cadeira na Culturgest com vontade de entrar por cada nota adentro há muitos anos. Também há o Yaron Hermann a fazer versões da Britney (!) e da Bjõrk, mas agora, perdoem-me, quero ir ouvir a Marta. E o Filipe Melo ao piano, cujo CD em formato trio eu também adoro. É aliás ele o responsável pelas orquestrações. E eu já gostava tanto de algumas daquelas canções... ajuda, claro. Eu não tinha feito já um post com o título "Never Let Me Go"?

Mais notícias antes do fim do ano.