Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

luís soares

Blog do escritor Luís Soares

Cuba Libre

Foi o André que colocou no seu blog e assim me chamou a atenção para esta maravilhosa fotografia do Philip-Lorca diCorcia publicada na revista W em 2000. As cores, o olhar de fora para dentro, a falsa separação interior-exterior da fachada aberta, a solidão das mulheres ao balcão, o grupo de homens, a luz e obscuridade, tudo me leva para Hopper.

Exposed - Voyeurism, Surveillance and the Camera

Se nada mais tivesse havido (e houve), a minha recente visita a Londres teria valido a pena apenas pela visita à exposição "Exposed - Voyeurism, Surveillance and the Camera" que continua na Tate Modern até 3 de Outubro.

Tive a oportunidade de ver o "The Ballad Of Sexual Dependency" da Nan Goldin, que conhecia apenas de ouvir falar e da parte que publicou em livro. Apenas isso já teria valido a viagem. Uma amostra aqui:

Nos vídeos abaixo, temos Sandra Phillips, Curadora de Fotografia do San Francisco of Modern Art, uma das curadoras desta exposição, falando sobre "invasive looking", que é o tema geral da exposição. Além dela, temos Philip-Lorca DiCorcia, Mitch Epstein e Mark Ruwedel, discutindo o seu trabalho. Percam lá uns minutinhos a ver.




Philip-Lorca DiCorcia

Philip-Lorca DiCorcia nasceu em 1951, vive em Nova Iorque e tem uma carreira longa e variada. Procurem. As fotos abaixo interessaram-me por terem todas uma certa qualidade Hopperiana, com figuras artificialmente isoladas e inseridas em contextos de transparência e reflexão, com a luz a dramatizar as cores em busca de significado.

Têm também, obviamente, uma qualidade narrativa (sem o surrealismo do Gregory Crewdson) que me dá vontade de lhes contar desde logo uma história. Até porque ando a começar a pensar num Fotógrafo como personagem principal.